fbpx
COOKIES
Utilizamos apenas os cookies essenciais para o funcionamento do nosso site. Ao continuar navegando você está ciente desta condição.
OK
Memorial Minas Gerais Vale

Inaugurado em 2010, o Memorial Minas Gerais Vale (MMGV) está localizado na Praça da Liberdade, no coração de Belo Horizonte. Sua vocação é valorizar a história e as tradições de Minas Gerais, junto às artes e às expressões do contemporâneo, propondo o intercâmbio entre passado e presente e a reflexão sobre o futuro. O resultado é um centro cultural vivo e dinâmico, para todos os públicos e em constante renovação.

O Memorial é um “museu  de experiência”. Faz uso de tecnologias, ambientes sensoriais e atividades educativas para abordar a cultura, a arte e a história. Suas exposições combinam cenários, luzes, sons, vídeos, imagens, algumas obras e objetos de época, a fim de recontar a Minas Gerais dos séculos 18 ao 21. Nas salas, o visitante interage com os elementos formadores da cultura mineira, em um ambiente próprio à experiência e ao aprendizado pessoal.

Sua programação, inteiramente gratuita, abre espaço para as diferentes expressões artístico-culturais, novos artistas e vozes periféricas. São espetáculos infantis, exposições de arte, saraus, oficinas e palestras, festivais e shows que, não raramente, extrapolam os muros e ganham o entorno do espaço. O museu já recebeu mais de 1,1 milhão de pessoas em suas atividades culturais e educacionais. E, desde o início do período de isolamento social, o Memorial mantém uma extensa e diversificada programação através dos seus canais digitais.

O museu também é um espaço de convivência, com áreas como café, jardim, sala Ler + Ver , midiateca e auditório para cursos, seminários e apresentações.

O Memorial faz parte do Circuito Liberdade, corredor cultural formado por 22 instituições que reúne diferentes aspectos do universo cultural e artístico, e do Conselho Internacional de Museus (Icom). Já recebeu as seguintes premiações / reconhecimentos:

  • Prêmio Guia Brasil Quatro Rodas 2012 de Revelação.
  • Vencedor do Prêmio Ibermuseus 2015 com o projeto “Memorial Itinerante – Africanidades”.
  • TripAdvisor: Nº 1 entre 57 Museus em Belo Horizonte. Traveler’s choice de 2014 a 2020.
  • Atração de destaque em Belo Horizonte pelo guia de viagens Lonely Planet.

 

Edifício-símbolo de Minas Gerais

O prédio do Memorial foi inaugurado em 1897, já tendo abrigado a Secretaria de Estado da Fazenda. Seu conjunto é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais – Iepha/MG.

O edifício, que passou por uma restauração para acolher o Memorial, é uma atração única com seu pátio central, que recebeu nova iluminação e jardim, a escadaria de ferro, que pode ser vista da rua, e as linhas arquitetônicas de inspiração francesa.

 

Memorial para todos

O Memorial Minas Gerais Vale é um espaço de memória que se renova a cada dia. Mantém-se atual porque se abre à diversidade e à experiência mútua, oferecendo oportunidades iguais de acesso à cultura a todos os públicos. Alguns exemplos:

Desde 2017, o projeto Diversidade Periférica abre o palco do Memorial para os artistas das comunidades periféricas de Belo Horizonte. Rappers, performers, grupos teatrais dos morros, MCs e poetas ocupam o espaço do museu com a sua arte. A curadoria do evento é feita atualmente por Patrícia Alencar,  ativista social, gestora cultural, arte-educadora e dançarina. Ela está engajada na luta contra o racismo e pela igualdade social e é uma das diretoras da Central Única das Favelas (Cufa). Já foram realizadas 27 edições do Diversidade Periférica.

Desde 2013, o Boa Noite Memorial reúne grupos e artistas representativos da cultura de Belo Horizonte para uma celebração eclética que só termina na madrugada. Públicos de todas as idades se encontram no Memorial e no seu entorno e assistem a shows, leituras, intervenções artísticas, projeções, bailes e performances. Já foram realizadas sete edições do evento, com a participação de mais de 10 mil pessoas.

Os projetos Museu, Lugar de Criança, de 2013, e Memorial para Bebês, de 2019, envolvem crianças de várias faixas etárias, e de grupos escolares, em ações lúdicas e sensoriais que exploram o acervo do museu e estimulam a aprendizagem. A publicação Zigzar – Entre Crianças e Memórias foi lançada pelo Educativo do museu em 2019, fruto das vivências educacionais junto às crianças.

Desde 2014, o Memorial tem realizado ações com foco em grupos LGBTQI+:

  • A exposição fotográfica Elas Madalenas (2014), de Lucas Ávila, retratou o cotidiano de travestis, transexuais, drag queens e pessoas com vivência na transgressão de gêneros. O Educativo do museu promoveu visitas mediadas com travestis e transexuais pela exposição.
  • Realização do 1º Ciclo Transgressões no Museu, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte (SMED).
  • Em 2019, foram realizados ciclos de oficinas, discussões e práticas sobre temas caros à comunidade LGBTQI+, como identidade e direitos.

Quem somos

Memorial Minas Gerais Vale

Gestor
Wagner Tameirão

Administrativo
Coordenadora: Marla Maria de Queiroz Garcia

Analistas
Bianca Dias Pereira
Elenice Aparecida Martins

Comunicação
Coordenadora: Maristella Medeiros de Paula
Assistente: Larissa Gonçalves Sampaio

Produção
Bruno Lelis de Souza Faria

Educativo
Coordenador: Charles Junio Souza
Assistentes Pedagógicos: Larissa Maria Santos Altemar, Smally Gonçalves Rodrigues

Educadores
Angelo César Fernandes Dias
Danira Morais da Silva
Gabriela de Mello Santos Brasileiro
Gerson Aquiles Mendes de Melo
Henrique Rocha Bedetti
Juliana Cristina da Silva
Luiz Gustavo Rodrigues Pereira
Lyon Luna de Castro Goulart
Maryslãne Raissa de Freitas dos Santos
Nancy Maria Mora Castro
Neuma Rosa Santana
Pamela Emilse Naumann Gorga
Wesley John Viegas Vilarino

Recepcionistas
Kelly Campos Teixeira
Liliane Augusta Moreira
Michelle Duarte Ferraz Santos
Zélia Lopes de Sousa

Técnicos de Manutenção
Claudiney Antônio Martins
Davidson Cézar Nunes
Ricardo Cavalcanti Gomes

 

Instituto Cultural Vale

Diretoria Executiva
Hugo Guimarães Barreto Filho – Diretor Presidente
Flavia Martins Constant
Christiana de Saldanha da Gama de Moura Vianna

Painel de Especialistas
Luiz Eduardo Froes do Amaral Osorio – Presidente
Andrea Ramal
Eduardo Saron
Eliana Sousa Silva
Heloisa Buarque de Hollanda
Marcelo Moura
Marcos da Veiga Pereira
Rodrigo Mendes

Conselho Fiscal
Rodrigo Lauria de Castro Loureiro – Presidente
Benjamin Élio Moro
Bruno de Souza Manso

Instituto Cultural Vale

O Memorial Minas Gerais Vale está sob a gestão do Instituto Cultural Vale, criado em 2020 com o propósito de potencializar a atuação da Vale na cultura, valorizar patrimônios, democratizar o acesso e fomentar as expressões artísticas. Há quase duas décadas, a Vale investe e procura fomentar as múltiplas manifestações culturais brasileiras, em toda a sua diversidade.

A atuação do Instituto Cultural Vale – em museus e centros culturais próprios, na preservação e valorização dos patrimônios material e imaterial e nas múltiplas manifestações artísticas que realiza ou fomenta – é sustentada pela visão de que a cultura é instrumento de transformação social, capaz de gerar impacto positivo na vida das pessoas e construir um legado para futuras gerações.

Além do Memorial, o  Instituto Cultural Vale reúne o Museu Vale (ES), o Centro Cultural Vale Maranhão (MA) e a Casa da Cultura de Canaã dos Carajás (PA). Todos são espaços abertos ao público, com visitação gratuita, atuação junto a escolas e organizações sociais, identidade e vocação próprias, construídos para e com as comunidades dos territórios dos quais são parte.

Circuito Liberdade

O Circuito Liberdade se configura como um conjunto de equipamentos culturais localizados dentro do perímetro da Avenida do Contorno, qualificados e integrados para a promoção da cultura e do turismo, por meio do acesso à arte e ao patrimônio, visando ao desenvolvimento humano, cultural, turístico, social e econômico, com foco na economia criativa como mecanismo de geração de emprego e renda.

Sob a gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), o Circuito Liberdade é composto por 22 espaços culturais, entre museus, arquivo público, biblioteca, centros de cultura e de formação. Abrigado em uma área histórica de Belo Horizonte (MG), na área definida pelo projeto original de 1895 da cidade, delimitada pela Avenida do Contorno, o complexo já é reconhecido como um importante corredor de cultura do Brasil, dedicado à promoção e ao acesso à cultura, à arte e ao patrimônio cultural.

Entre os objetivos do complexo está o de fomentar a integração dos equipamentos culturais na consolidação de uma gestão em rede, visando democratizar e ampliar o acesso da população ao Circuito, permitindo a formação de novos públicos e a ampliação das possibilidades de uso e apropriação do projeto, expandindo o relacionamento com o trade turístico regional, nacional e internacional na promoção da cultura e da produção artística mineira como atrativo para a consolidação de um Circuito integrado, acessível, dedicado à formação, registro, promoção, intercâmbio e fomento do que é produzido em Minas Gerais.

Entre os 22 espaços culturais, 13 são mantidos diretamente pelo estado de Minas Gerais e nove por parceiros privados ou instituições públicas federais.

Memorial itinerante

Memorial em movimento

A atuação do Memorial Minas Gerais Vale não se limita ao seu edifício-sede. As mostras itinerantes Africanidades e Mineiridades, idealizadas pelo Programa Educativo, levam recortes expositivos e temáticos do acervo do museu às cidades mineiras, sempre com visitação gratuita.

Também são realizados encontros de formação dos temas e troca de experiências entre o Memorial e os educadores, professores e agentes culturais locais.

As itinerâncias fazem parte das ações de democratização e de ampliação do acesso ao Memorial.

Mostra Africanidades

Criada em 2015, a mostra itinerante Africanidades discute as questões étnico-raciais e os aspectos relacionados à matriz africana e sua influência na sociedade brasileira.

A exposição temporária reúne painéis, vídeos e peças do acervo que abordam a temática negra, vindos de seis salas do Memorial: Celebrações, Vale do Jequitinhonha, Fazenda Mineira, Vilas Mineiras, Povos Mineiros e Sebastião Salgado.

A mostra já circulou por nove cidades mineiras, junto ao programa de formação em relações étnico-raciais para educadores e professores locais.

A itinerância Africanidades venceu a 6ª edição do Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus do Programa Ibermuseus, em 2015. A mostra também deu origem à publicação Memorial Itinerante Africanidades, que aborda a cultura negra e o continente africano

Mostra Mineiridades

Desde 2017, o Memorial realiza a mostra itinerante Mineiridades, seguindo o êxito do projeto Africanidades. O objetivo, aqui, é compartilhar as identidades do “ser mineiro” pelo interior de Minas.

A mostra utiliza recortes do acervo do Memorial, das salas Barroco Mineiro, Celebrações, Fazenda Mineira, Caminhos e Descaminhos e Vale do Jequitinhonha. A itinerância Mineiridades também integra a história das cidades por onde passa, como forma de valorizar a cultura e as tradições locais.

O projeto já visitou 12 municípios do estado. Os encontros de formação com professores e educadores locais resultaram na publicação do livro Mirabilia em carro de boi – Tecendo identidades no Memorial Minas Gerais Vale, cuja finalidade é pedagógica, abordando o trabalho educacional em museus.

Publicações

Compartilhando conhecimentos

O Memorial Minas Gerais Vale publica e disponibiliza livros, cartilhas, materiais educativos e catálogos relacionados à sua atuação nos campos da cultura, das artes e da educação. O objetivo é sistematizar e difundir os conhecimentos gerados no museu.

Acesse aqui os materiais disponíveis.

 

Publicações do Educativo

 

Catálogos

Catálogo de ações, atividades e programações realizadas em 2019
Catálogo MMGV 2015/2016_ações, atividades e programações
Catálogo MMGV 2017_ações, atividades e programações
Catálogo MMGV 2018_ações, atividades e programações

Praça da Liberdade, 640,
esquina com Rua Gonçalves Dias
Belo Horizonte – Minas Gerais – Brasil
30140-010 – (31) 3308-4000

Entrada gratuita

Horário de funcionamento

Terça a sábado, das 10h às 17h30, com permanência até as 18h
Domingo, das 10h às 15h30, com permanência até as 16h

Agendamento de visitas

Para mais informações ligue (31) 3343-7317