As Coisas Não Conhecem Começo Nem Fim

As Coisas Não Conhecem Começo Nem Fim

Julia Baumfeld

Na série fotográfica “As Coisas Não Conhecem Começo Nem Fim”, volto meu olhar para algo que geralmente não reparava. Esse lugar pode soar para alguns como um espaço onde o que se coloca ali apenas desaparece.

Pensando sobre o movimento das coisas, de como elas chegam até mim e para onde elas vão depois de descartadas, me direciono com outra atenção para esse lugar de despejo. Em busca de outro significado para o objeto, o olhar fotográfico transforma sua simbologia.

Sinto que é um momento de olhar para o passado no intuito de entender os processos e rever estruturas, para assim, conseguir modificá-las. Olhar para as lixeiras é encarar esse símbolo em todas suas facetas e para tal, considerar o caminho das coisas, de onde elas vêm e para onde elas vão, pois elas não desaparecem e não se movem sozinhas.

Julia Baumfeld