fbpx
COOKIES
Utilizamos apenas os cookies essenciais para o funcionamento do nosso site. Ao continuar navegando você está ciente desta condição.
OK
Projetos e ações

Ação Educativa Roda de Saberes: partilhando cuidados

Clique aqui  para acessar a apostila “Ciclos Femininos em Equilíbrio Natural”, de Letícia Marinho.

 

 

Iniciativas educacionais

Os projetos desenvolvidos pelo Educativo criam novas relações entre o Memorial e seus públicos. As ações trabalham a cidadania e as identidades, propõem novas interpretações do patrimônio cultural e estabelecem diálogos entre o museu e a sociedade.

Conheça, abaixo, as principais iniciativas educacionais do Memorial.

Novos Pesquisadores

O projeto Novos Pesquisadores transforma teses e dissertações que se relacionam com os temas e o acervo do Memorial em exposições exibidas no museu. São pesquisas acadêmicas desenvolvidas nas faculdades de História, Ciências Sociais, Educação, Antropologia, Letras, Filosofia, Geografia, Museologia, Artes, Arquitetura e Turismo.

A concepção das mostras é dos próprios autores, junto ao Educativo e a um curador convidado. As exposições apresentam materiais colhidos durante o processo de pesquisa como objetos, depoimentos, fotos e vídeos.

Além de ampliar o acesso ao conhecimento gerado nas universidades, a mostra propõe um novo olhar sobre ele. Desde 2019, o Memorial já realizou as seguintes exposições:

 

  • Ngomas: Saravanu Tambu, por Rivaldo Felix.
    Exposição sobre as famílias Ngomas dos candombes mineiros. O ngoma é um tambor que remonta às tradições afro-brasileiras.
    Link: http://memorialvale.com.br/virtual/ngomas/

 

 

  • Bordado em Memórias, por Isabella Brandão.
    Exposição sobre a relação do bordado com a educação feminina na Belo Horizonte dos anos 40 a 60.

 

  • Vozes Atlânticas, por Thaís Tanure.
    Exposição sobre a história de dois africanos escravizados, trazidos para o Brasil e perseguidos pela Inquisição no século 18.

 

Memorial para bebês

O Educativo realiza, uma vez por mês, jornadas de exploração dos espaços do Memorial para bebês e suas famílias. A ação propõe experiências sensoriais às crianças nos ambientes do museu, conectando cheiros, sonoridades e texturas dos objetos expostos à história de Minas Gerais.

 

Férias divertidas

Que tal curtir as férias no Memorial? Em janeiro e julho, educadores do museu e artistas de várias linguagens oferecem oficinas temáticas para todas as idades. Os temas são diversos: origami, desenho, mangá,  brinquedos de papelão, música e muitos outros.

 

Educativo Aberto

O Educativo Aberto é um programa de estágio inovador no qual o estudante é que define o seu percurso de trabalho e aprendizado. E o melhor: com propósito.

Criado em 2019, destina-se a estudantes de graduação que desejam criar e executar projetos relacionados aos temas e ao acervo do museu e tenham como público-alvo escolas, ONGs e instituições sociais de Belo Horizonte.

A seleção é feita com base nas propostas inscritas pelos graduandos. Os selecionados colocam suas ideias em prática no museu, com o apoio da equipe do Educativo.

Dessa forma, o Educativo Aberto conecta as universidades e o Memorial, a fim de  proporcionar experiências inéditas para os estudantes e para o público.

 

Memorial itinerante

As mostras itinerantes levam recortes expositivos e temáticos do acervo do Memorial às cidades mineiras, com visitação gratuita. As itinerâncias democratizam e ampliam o acesso dos públicos ao museu.

Junto às mostras são realizados encontros de formação com educadores, professores e agentes culturais locais para a discussão de diversos temas.

Africanidades

Desde 2015, a mostra itinerante Africanidades já circulou por nove cidades do interior de Minas Gerais. A exposição reúne painéis, vídeos e peças do acervo do Memorial que se relacionam com a negritude e as questões étnico-raciais.

Mineiridades

A mostra itinerante Mineiridades explora as identidades do “ser mineiro”. A exposição reúne objetos e materiais baseados nas salas Barroco Mineiro, Fazenda Mineira, Caminhos e Descaminhos e Vale do Jequitinhonha.

Por onde passa, a mostra integra elementos da história e das tradições dos municípios, valorizando a cultura local. Desde 2016, a itinerância já visitou 12 cidades mineiras.

 

Encontro entre educadores

Mensalmente, o Memorial realiza encontros com educadores e profissionais de áreas afins interessados em conhecer o trabalho educacional desenvolvido no museu.

São momentos para exploração conjunta do acervo e discussão sobre as relações entre cultura, escola e museu. O objetivo é a troca de experiências e a proposição de novos diálogos entre o Memorial e a comunidade escolar.

Praça da Liberdade, 640,
esquina com Rua Gonçalves Dias
Belo Horizonte – Minas Gerais – Brasil
30140-010 – (31) 3308-4000

Entrada gratuita

Horário de funcionamento

Terça, quarta, sexta e sábado: das 10h às 17h30, com permanência até as 18h.
Quinta, das 10h às 21h30, com permanência até as 22h.
Domingo, das 10h às 15h30, com permanência até as 16h.

Agendamento de visitas

Para mais informações ligue (31) 3343-7317